14/03/2014 08:04

Agência Estado

Hamilton lidera treinos livres na Austrália; Massa é 12º

Os pilotos da Fórmula 1 levaram menos sustos do que o esperado na estreia oficial dos novos carros da categoria nesta sexta-feira, nos dois treinos livres que abriram o GP da Austrália, primeira corrida da temporada 2014. Poucas surpresas movimentaram a pista de Melbourne. Como era esperado, Lewis Hamilton e Nico Rosberg, a dupla da Mercedes, foram os mais rápidos do dia. Felipe Massa terminou a primeira sessão em 4º, mas caiu para 12º na segunda.

Curiosamente, o primeiro susto do dia foi protagonizado por um piloto da Mercedes, a equipe que mostrou a maior confiabilidade dos seus carros nos treinos da pré-temporada. Hamilton teve problemas no motor após 12 minutos de atividade e deixou seu carro no meio da pista, sem conseguir retomar os trabalhos na primeira sessão. Rosberg também decepcionou ao obter apenas o sexto tempo.

A sessão inicial foi liderada por Fernando Alonso (1min31s840), que foi mais de um segundo mais rápido do que o novo companheiro Kimi Raikkonen (1min32s977). O finlandês foi apenas o nono mais veloz. No pelotão dianteiro, o espanhol foi seguido do inglês Jenson Button (1min32s357) e dos pilotos da Williams. Massa acabou sendo superado pelo companheiro Valtteri Bottas por pouco. O brasileiro marcou 1min32s431, enquanto Bottas registrou 1min32s403.

Os carros da Red Bull não fizeram feio na primeira sessão. A atual tetracampeã, que perdeu o status de favorito em razão dos problemas exibidos na pré-temporada, obteve o 5º e o 7º tempos. Correndo em casa, o australiano Daniel Ricciardo (1min32s599) levou a melhor sobre Sebastian Vettel (1min32s793).

Depois do resultado inesperado na sessão inicial, a Mercedes reagiu com força no segundo treino do dia e emplacou sua dupla de pilotos nas primeiras colocações. Superado o problema no motor, Hamilton cravou a melhor marca desta sexta, com 1min29s625. Rosberg veio logo na sequência, com 1min29s782. Alonso, líder do primeiro treino, foi o terceiro mais veloz da sessão (1min30s132).

O espanhol foi acompanhado de perto por Vettel (1min30s381), que voltou a surpreender com a Red Bull. O alemão deixou para trás a desconfiança sobre a equipe, que acumulou poucas voltas na pré-temporada e até gerou a expectativa de que não conseguirá terminar a primeira corrida, e também o companheiro Ricciardo, sexto colocado (1min30s538). Button foi o quinto mais rápido (1min30s510) e Raikkonen, o sétimo (1min30s898).

Desta vez, os pilotos da Williams ficaram mais distantes dos primeiros colocados. Massa foi apenas o 12º, com o tempo de 1min31s119, novamente atrás de Bottas, oitavo mais veloz, com 1min30s920. O rendimento da dupla, contudo, não assustou a equipe britânica. O brasileiro deu pouca atenção às voltas mais rápidas e preferiu fazer simulações de corridas. Na parte final, a dupla treinou pit stops nos boxes.

Enquanto Mercedes, Ferrari, Red Bull, Williams e McLaren acumulavam quilometragem na pista de Melbourne, Lotus e Caterham permaneciam com seus carros estacionados nos boxes. Maior decepção da pré-temporada, a Lotus deu apenas 14 voltas no circuito nesta sexta, 12 com o francês Romain Grosjean e duas com o venezuelano Pastor Maldonado, que não foi para a pista no segundo treino.

Grosjean, que não pilotou sua Lotus na sessão inicial, foi apenas o 18º mais rápido do dia, com 1min33s646. A Lotus se tornou a maior candidata à decepção de 2014 após o desempenho pífio nos testes da pré-temporada. O time, que ficou de fora da primeira bateria, foi o que menos acumulou voltas antes do início do campeonato.

A Lotus não está sozinha. A Caterham completou apenas três voltas nesta sexta, duas com o sueco Marcus Ericsson e uma com o japonês Kamui Kobayashi. As duas equipes terão nova chance para rodarem em Melbourne antes da classificação. O terceiro treino livre está marcado para a meia-noite de sábado para domingo (horário de Brasília). O treino classificatório será realizado às 3 horas, na madrugada de sábado.

O envio de qualquer comentário
é de responsabilidade do usuário.