24/03/2012 11:29

Renato Piovesan

Escolas também aderem aos tablets

Aparelhos inovadores também serão distribuídos em escolas públicas; R$ 150 milhões serão investidos

Aos poucos os computadores portáteis vão se popularizando e fazendo parte não só do lazer, mas também da rotina de trabalho das pessoas.

Tablet_Portal Liberal.com.br

Professores defendem projetos para utilização dos tablets

Arquivo/O Liberal

Além da Polícia Militar, as escolas públicas municipais, estaduais e federais receberão neste ano um total de 600 mil tablets, fruto de investimento de cerca de R$ 150 milhões do Ministério da Educação.

Segundo o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, os equipamentos serão doados às escolas e entregues no segundo semestre deste ano.

A iniciativa faz parte do projeto "Educação Digital - Política para computadores interativos e tablets", anunciado no início de fevereiro, que pretende modernizar o ensino no país e oferecer novos recursos tecnológicos e professores na aplicação de conteúdo nas aulas.

Para a professora Solange Vilalta, da EMEF (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Paulo Freire, de Americana, uma novidade como essa é bem-vinda, porém deve-se ter cautela no início.

"Só distribuir tablets não resolve. Tem que ter um projeto em cima disso. É claro que uma ferramenta como essa pode facilitar muitas coisas, mas o computador terá que possuir ferramentas que auxiliem no ensino, como programas e até jogos pedagógicos, caso contrário, acaba virando um aparelho de jogo dentro da sala de aula e que faria os alunos se distraírem ainda mais com os outros recursos do aparelho", entende a docente.

Atualmente mais de 300 mil professores já fizeram curso do ProInfo (Programa Nacional de Tecnologia Educacional), que promove aulas de informática e de novas mídias aos docentes.

O envio de qualquer comentário
é de responsabilidade do usuário.

1 Comentário


curitibano

25/03/2012 13:40

com o barateamento dos tablets vai ser mais barato fornecê-lo que livros, cadernos e estojos!